Como e quando estimular uma empregada

Um patrão que percebe que sua empregada é fria e não molha pode mudar o esquema acostumando-a a gozar em suas mãos. As meninas não gozam porque não relaxam, pensando na humilhação e no constrangimento e sobretudo nos problemas que teriam se a família e a igreja chega a saber dos excessos que ela passa na casa do seu patrão.
É possível fazer meninas gozarem, mesmo se elas não frias e sem vontade. Manda para ela se deitar e abrir as pernas. Pode também amarrá-la nessa posição, se preferir. Agora o patrão ou outra pessoa começa a estimular a menina. Deve-se começar com as regiões menos sensíveis, passando para os peitos e os lados interiores das coxas e terminando na xaninha e no grelinho. Existem aparelhos que facilitam o trabalho, já que não todos tem mãos hábeis e chupam bem. Aos aparelhos menina nenhuma resiste, fora exceções raras.
Essas exceções raras são meninas que não querem mesmo ser estimulados e reprimem o gozo por birra ou vergonha. Aí ajuda só ameaçar a menina com um castigo grande, se ele não gozar. Mais certo ainda é dar uma surra nela ou dar tapas na xaninha dela e depois fazer a ameaça. Então ela já fica quebrantada e para evitar mais castigos a resistência acaba.

Quando a menina goza nas mãos de seu patrão o do encarregado que a estimula, se sente mais humilhada, mas também mais puta, e sabe que não adianta lutar contra os instintos. 

Ela vai se torcer, mostrar sua buceta de maneiras mais excitantes, e ela vai molhar, gozar e mostrar outras façanhas. Elogia-a e chama-a de puta, como se fosse um grande elogio. 
Depois repete a estimulação e chama outras pessoas para verem como ela se torce antes de gozar. Incentiva as outras pessoas para estimular também a menina ou para pegar nos peitos e entre as pernas dela durante o processo de estímulo. Assim ela vira uma puta animalesca. Não se esqueça de filmar como ela goza para ter esse material à disposição para pressioná-la para outros favores.



A moça começa a se esquentar, se joga de um lado para o outro como em tentativa debalde para escapar de seus torturadores




O momento decisivo: a moça se recurva toda, dando guinotes como um cavalo bravo, geme, grita, torce-se, molha muito e goza sem vergonha nas mãos das pessoas que a estimulam e nos olhos dos que a observam e filmam. Assim ela vira puta desinibida para o seu patrão e os filhos ou amigos dele.



Nenhum comentário:

Postar um comentário