A empregada em lugar de uma cadelinha

Marco Antônio e sua esposa Margarete gostavam muito de ter um cachorro, mas quando comentaram com amigos que um cachorro de raça seria muito caro e a manutenção também não seria barata, este perguntou por que eles não arranjariam uma empregadinha em lugar de uma cadela verdadeira. Marco Antônio refutou que uma empregada seria ainda mais cara, mas o amigo mostrou, como se pode diminuir os gastos com uma empregada.
O amigo mostrou outras vantagens como a ajuda que uma menina seria na casa, o fato que ela mija no vaso ou outro lugar que o patrão defina e não no chão, o fato que ela se lava sozinha e, se tiver interesse, o turbinamento que ela pode fornecer à vida sexual do casal ou pelo menos do marido.
Aí eles começaram de se interessar e procuraram uma moça jovem, bonita e evangélica. Contrataram uma moça bem bonita de uma cidade no interior por um salário e meio. Engoliram o sapo de ela ter consciência de sua beleza e exigir um salário maior porque ela era realmente muito gostosa e teve com 16 anos a idade preferida do casal. De qualquer forma já pensaram desde início que iriam cortar o salário na primeira oportunidade de poder castigar moça.
Sendo ela bem resistente não deixou se traçar pelos dois velhos, mas um sobrinho do amigo ressolveu o caso com facilidade e entregou a Marco Antônio as fotos e vídeos. Eles confrontaram a moça com elas e chantagearam-na. Ela cedeu para não ter suas fotos liberadas no internet. Marco Antônio cortou seu salário para R$ 300 e obrigou-a de virar cadela, com colar, braçadeiras, trela e minissaia sem calcinha.
Assim tiveram tudo o que quiseram, uma cadela obediente, limpinha e trabalhadora em casa, que custava pouco, mas quase passaram um aperto por própria culpa: Marco Antônio contou de suas façanhas aos amigos no barzinho e mostrou fotos e vídeos. Não se sabe como, mas um amigo conseguiu em um momento de distração copiar o material do celular de Marco Antônio. Ele disse que iria mandar o material para a polícia, a não ser que lhe fosse permitido usar também a cadelinha gostosa.
Os homens negociaram, mas já que o amigo teve o material na mão conseguiu que a moça ficasse nos sábados, domingos e feriados em sua casa para servir como empregada e cadelinha. Mas o amigo não o deixou por isso, sempre teve muita gente na casa dele para se divertir com a menina, e aos poucos ele cobrou dinheiro pelo uso da cadelinha e começou a ganhar bem. Às vezes ele a aluga por horas ou um dia inteiro para ela limpar e bancar a cadelinha em casas de outros, cobrando caro.
Marco Antônio e sua esposa tentaram a mesma coisa, mas o negócio não funcionou bem. Os visitantes preferiam a casa do amigo, que promete mais discrição. Marco Antônio ficou para ver navios enquanto o outro ganhou bem. 
Mas tudo finalmente ficou bem quando de repente o amigo foi chamado pela empresa dele para trabalhar em São Paulo. Ele mudou-se e Marco Antônio ficou experto e pediu para poder alugar a casa do amigo. Assim ele mora agora em uma casa boa e discreta, e em vez de virarem só em dois dias por semana os amadores e pretendentes da cadelinha podem vir a semana inteira, dia e noite. 
Estima-se que Marco Antônio ganha com sua empregada R$ 300 por dia, na média. Somam-se no mês R$ 9 mil. Desses eles gastam R$ 450 com o salário da menina, R$ 300 com comida e roupinhas dela e R$ 1200 de aluguel (o que são R$ 450 a mais do que antes). O lucro são então R$ 7800, e além disso eles se divirtem muito com sua cadelinha. Nunca se arrependeram.

Em outros casos as razões pela adquisição de uma empregadinha em lugar de uma cadelinha são alergia de um familiar contra cachorros, a proibição de manter cachorros verdadeiros em prédios, a dificuldade de viajar com cachorros verdadeiros, o trabalho que se tem com cachorros e o fato que cachorros morrem cedo e deixam os donos arrasados.







Uma empregada tem que ficar às vezes fora para esperar seu patrão, igual a uma cadela. Recomenda-se de vez em quando amarrar a menina para ela se sentir realmente como cadelinha. Se ela fica amarrada como na foto em baixo e sem calcinha, é interessante observar, quão rápido moleques descobrem a nudez da bucetinha e aproveitam-na para judiar a moça.



Nenhum comentário:

Postar um comentário